O consumidor de energia elétrica brasileiro pode enfrentar neste ano um período de mais de seis meses de bandeira tarifária vermelha, com uma menor oferta no sistema elétrico gerando uma cobrança adicional nas contas, disse à Reuters nesta segunda-feira o ex-diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) Edvaldo Santana. (…) O cenário deve-se a mais um ano que caminha para precipitações abaixo da média na região das hidrelétricas brasileiras. As chuvas estão fracas mesmo no período chuvoso, que vai de novembro a abril

(…) “Isso onera todo mundo, não é bom para uma economia que está agora pensando em possibilidade de crescimento… isso pode ser bem dificultado por causa do custo da energia, tanto no mercado livre quanto no regulado”, afirmou Santana.

FonteReuters

Nesse contexto, as fontes limpas de energia, como os sistemas de aquecimento solar de água, se tornam ainda mais indispensáveis. Com o encarecimento da energia elétrica, a economia gerada pela solução de aquecimento solar de água para banho e para piscinas fica ainda maior.